The Ramones, paixão eterna!

Quatro garotos dos subúrbios do Queens (Forest Hills, NY) e uma única paixão, o Rock ‘n’ Roll.

THE RAMONES, o que dizer deles? Hahaha

Para quem me conhece sabe que é a minha banda preferida, sabe que eu vivo lendo sobre eles, dizem que parece que só conheço Ramones por tanto que ouço e falo…

Pois é, sim… Ramones é e sempre será uma das melhores, se não a melhor banda que já existiu.

Joey, Johnny, Dee Dee e Marky (formação mais conhecida e a mais duradoura), quatro caras que transformaram a chatice musical de 1974 em algo espetacular.

A respeito de suas músicas, por mais que você não curta Ramones ou o estilo de música deles, você já ouviu por mais que não queira, vamos dizer… o grito de guerra deles, a música mais marcante e inesquecível deles, BLITZKRIEG BOP.

Quem nunca ouviu a estrondosa e única voz de Joey Ramone?
Johnny em sua Mosrite em uma estupenda velocidade abalando o cérebro de quem ouvia?
Dee Dee com seu “One-Two-Three-Four” mortal?
Marky em suas baquetadas monstruosas que se transformavam em algum tipo de energia que fazia com que todos em sua volta entrassem em um tipo de sincronia super contagiosa que basicamente se transformou no famoso “bate-cabeça”?

QUEM NUNCA OUVIU? Haha peguei vocês! Todos já ouviram!

Agora falando dos integrantes…

Joey, um ex-hippie fã de Rolling Stones, vivia no Queens em grupinhos hippies, fazendo protestos e toda aquela coisa que hippies de verdade FAZIAM, fumava maconha e cheirava muita cola, foi vocalista durante todo o período de atividade da banda e morreu de câncer de linfoma (câncer que destrói suas imunidades, assim deixando o portador totalmente fraco!). (1951-2001) Descanse em paz!

Johnny, um cara extremamente rígido na regência dos Ramones, quando jovem era conhecido por “gordão”, mostrava uma postura anti-social com personalidade controladora, era extremamente contra as drogas e bebidas (exageradamente!), foi uma das causas de Joey ter largado o vício e Marky controlado o alcoolismo, foi o guitarrista durante todo o período de atividade e morreu de câncer de próstata. (1948-2004) Descanse em paz!

Dee Dee, filho de alemães, um garoto super inocente até conhecer o Rock n’ Roll, conheceu as drogas muito cedo, era muito viciado em heroína e cola, na falta de cola cheirava caborna, já se prostituiu para poder comprar drogas (a música 53rd & 3rd lembra-te algo?), foi um tremendo freqüentador do Clube CBGB, hoje é conhecido com o pai do punk ou rei do punk, pois basicamente foi ele que deu início a isso, foi um dos principais compositores dos Ramones, foi também o cara que pegou o sobrenome “Ramone” do Paul Ramone McCartney, foi o principal baixista da banda, mas ficou apenas até 1989, com sua saída, morreu de overdose (morfina). (1952-2002) Descanse em paz!

Marky começou como baterista dos Ramones em 1978, foi um tremendo de um bêbado, já se atrasou em alguns shows e inúmeras vezes chegava bêbado, também já chegou diversas vezes bêbado em ensaios da banda, foi um dos motivos de ter sido expulso da banda em 1983, mas se recuperou e voltou em 1987, ficando até o final da banda, 1996. (Ainda vivo, 1956-atualmente)

Então é isso, foi um pequeno resumo de cada integrante, um resumo muito estranho. Claro que teve outros integrantes, mas coloquei a formação mais duradoura, como eu tinha dito logo no começo.

A banda nos trouxe durante esses diversos anos de atividade muita diversão e loucura, muitas histórias maravilhosas, talvez algumas ruins… A banda hoje é lembrada como o “verdadeiro” punk rock, coisa que não se compara a nenhuma banda punk de hoje.

Os Ramones acabaram em 1996, foi aí que o “One-Two-Three-Four” se calou para sempre, a loucura acabou, o grito da Mosrite de Johnny se calou, tudo se calou… para sempre! :( Forever

Eu tenho apenas 15 anos, não vivenciei esse período e creio que nunca irei vivenciar algo parecido. É uma pena eu não ter visto Joey cantando “I Wanna Be Sedated”, “Beat On The Breat”, “Blitzkrieg Bop” ou qualquer música deles. Eu me sinto mal por isso, mas fico feliz por saber que muitos ainda guardam o espírito “Ramoniano” em seus corações.

Vida longa ao Rock n’ Roll.

Dee Dee, Marky, Johnny e Joey, respectivamente.


Escrevi ouvindo Misfits – Astro Zombies.


Atualmente em dúvida se leio Código da Vinci (Dan Brown) ou Coração Envenenado: Minha vida com os Ramones (Dee Dee Ramone).

6 thoughts on “The Ramones, paixão eterna!

  1. Arthur says:

    eu tambem adoro de paixão os ramones e tenho 12 anos infelismente eu tambem ñ pude vivenciar os ramones.falou

  2. robert miller says:

    massa eu tenho 16 anos, e adoro o som dos ramones ,não conheço muito ainda, gosto muito da voz do C.jay Ramone. muito legal ler isso. parabéns. :)

  3. beatriz says:

    perfeito! adoro os ramones desde o momento em que ouvi o primeiro som. são a minha inspiração. tal como muitos, não pudo assistir a todo o seu sucesso, mas estou orgulhosa. parabéns pelo texto.

  4. Alexandre Lopes Nascimento says:

    fico muito feliz de ouvir esses comentarios de vocês gurizada pois tenho 37 anos e curto os Ramones até hoje desde meus 17 graças a Deus fui a um show dos caras em Camboriú em 94 tenho dvds cds e o livro hey ho lets go ,eles são eternamente os melhores , valeu GABA GABA HEY

  5. emerson freschi says:

    o cara valeu muitas dessas informações eu não sabia etambem adoro a banda e a música i wanna be sedated (eu quero ser sedado) mas valeu por isso e parabens:)

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s