Monthly Archives: January 2011

I HATE YOU

Josh Homme;

Mundo;

Pessoas que são extremamente religiosas e não sabem pensar por outro ponto de vista;

Pessoas retardadas;

Pessoas que sabem que estão erradas, mas mesmo assim tentam dizer que estão certas;

Pessoas que falam demais;

Séries traduzidas;

Pessoas que não se tocam;

Pessoas que julgam o livro pela capa (Isso em todos os sentidos do mundo!);

Pessoas que sofrem por algo que nunca terão em suas mãos;

Pessoas falsas;

Pessoas que agem de uma maneira com seus amigos e agem de uma maneira diferente com pessoas que são mais destacadas;

Pessoas paga-pau;

Pessoas que correm atrás de mim, sabendo que eu as odeio;

Pessoas que falam mal dos meus amigos, sendo que essas pessoas nem amigos ela tem, só colegas falsos;

Pessoas que me tratam como coitadinho;

Pessoas que tem idade, sei lá, adolescentes… que se comunicam como crianças;

Adolescentes do sexo masculino que vão para a Academia, faz chapinha no seu cabelo duro  e acha que estão strondando;

Pessoas que têm dois amigos e acha que é o popular da escola;

Pessoas que acham que a razão de todo o Mundo é Deus;

Pessoas que forçam amizade;

Pessoas que tentam me entender;

Pessoas que acham que estão ajudando os outros, mas na verdade só estão fodendo com todos e a si mesmo;

Pessoas que acham que tenho obrigação de ajudá-las;

Pessoas que acham que sabem da minha vida.

Pessoas que acham que só porque estudam, são inteligentes… mas não, não são!

Então é isso, eu odeio esses negócios tudo ae! Há motivos, se não tivesse os motivos, não os odiaria.

E mais uma vez, não sou nenhum revoltado da vida!

No momento, não estou lendo nada! Mas, pretendo.

Escrevi ouvindo CRASHDÏET – Riot in Everyone.

Advertisements

The Distillers

Hoje vou falar um pouco mais de música… The Distillers.

YEAAAAAAAAAH, BRODY DALLE!

Começando, The Distillers foi uma banda norte-americana de Punk Rock com um pouco de Hardcore, apesar de ter ficado pouco tempo em atividade, sete anos, não teve grande sucesso, mas foi uma banda totalmente original, não teve banda igual a essa e nunca terá.

A última formação foi a melhor!

BRODY DALLE no vocal e guitarrista principal.

Tony Bradley como backing vocal e guitarrista solo.

Ryan Sinn como baixista.

Andy Granelli como baterista.

Banda que se iniciou em 1998 com o apoio de Tim Armstrong (ex-marido de Brody Dalle, vocalista da banda Rancid), a qual Brody o conheceu em Melbourne (Austrália), cidade natal da Brody. Ela estava em sua primeira banda, Sourpuss, foi aí que ele a viu tocando e cantando, aí ele se apaixonou imediatamente. Começaram a namorar e casaram-se em 1997.

Brody Dalle, em sua carreira punk, demonstrava realmente o espírito musical punk… se divertir acima de tudo, curtir o momento, esquecer os problemas, viver como se fosse o seu último dia de vida na Terra. Na época, vamos dizer… era uma mulher totalmente desejada, nascida loira de olhos azuis, apesar que na maior parte da banda, pintava o cabelo de preto e usava lentes, a qual dava um pouco de impacto, as lentes eram meio esverdeadas… e o principal, sua voz sexy e super impactante, rouca e poderosa! BRODY SEDUÇÃO TOTAL :)

Tony Bradley, ex-roadie da banda, podemos perceber em vários shows antigos da banda, ele correndo para lá e para cá empurrando os fãs subindo no palco e arrumando equipamentos! Foi o guitarrista solo da banda.

Ryan Sinn, maravilhoso baixista da banda, acompanhou Brody boa parte de atividade dos Distillers, vou ser sincero, ele tinha uma boa “presença de palco” ele tirava nossa atenção com alguns solos em seu baixo.

Andy Granelli, também acompanhou Brody em boa parte de atividade dos Distillers. Um ponto nagativo, é que ele engordou do início da banda até o fim, dá para reparar, no início ele era aquele cara com físico atlético, depois começou a ficar forte e por fim engordar, engordar muito, sério! KGSADFKJFDGASDKJFDSA

Mas, teve outro membro, que teve também boa participação na banda, mas não esteve na última formação, saiu da banda em 2002, Rose “Casper” Mazzola. Saiu da banda devido às drogas e a pressão dos shows que a deixavam exausta. E devido a isso, não tem contato algum com o restante do grupo.

Claro que houve outros integrantes como Kim Chi e Mat Young, baixista e baterista, respectivamente, logo nos primórdios da banda. E sinceramente, eu não sei nada deles, nada mesmo!

Então, Brody se separou de Tim Armstrong em 2003, foi aí que tudo mudou! Ela conheceu Josh Homme (vocal do Queens Of The Stone Age), namoraram, casaram e tiveram uma filha, fim de banda! Isso tudo de 2004 a 2005.

Foi então que no fim de 2005, anunciaram o fim da banda!

Ryan Sinn saiu deprimido, triste, pois gostava muito da banda! Creio que não esteja em banda alguma, acho que está em depressão mesmo! Triste.

Andy Granelli criou uma banda chamada Darker My Love, na verdade a banda já era criada, era um projeto secundário dele, desde 2004. Aí ele foi para a banda… deu sucesso a ela, não muito, mas foi um pouco conhecida, então… saiu da banda em 2009. Mas com isso tudo, ainda tem contatos com a Brody e o resto do grupo (Ryan e Tony) e claro que quando saiu da banda deve ter ficado triste, seria impossível não ficar!

Brody Dalle e Tony Bradley se juntaram alguns anos depois e formaram a banda Spinnerette. Coisa muito diferente dos Distillers… Spinnerette é Pop, eu não me recuso a ouvir, mas eu prefiro ouvir Distillers! Brody não canta mais rouca, mas está muito bonita, como sempre! Mas claro que como toda banda faz covers, já fez alguns covers dos Distillers, mas não é mesma coisa, não mesmo! Spinnerette de uns tempos para cá, está afastado devido à filha de Brody, Camille, pois o JOSH FDP, vai fazer shows (por exemplo, SWU) e deixa sua esposa linda e sua filha em casa mofando, ao invés de levá-las junto! Ou então, deveriam ter um acordo, em um mês Josh faz alguns shows, no outro a Brody faz uma turnê na América do Sul, se fosse assim, todos estavam felizes, mas não é assim a coisa!

Bom, logo quando os Distillers acabou todos esperavam uma volta, eu ainda acredito que possa ter uma volta, tudo é possível! Creio que se isso ocorrer não será a mesma coisa, mas estamos aguardando!

Nesse post é só isso!

Vou deixar alguns vídeos e fotos das duas bandas, vocês notarão as diferenças no exato momento!

The Distillers – City Of Angels

The Distillers – The Hunger Live @ Reading Festival 2004

Spinnerette – Driving Song Live @ Space Land 2008

The Distillers

Ryan Sinn, BRODY DALLE, Andy Granelli e Tony Bradley, respectivamente!

Spinnerette

Tony Bradley e BRODY DALLE! (Eu não achei foto decente com todos integrantes!)

Até outro post, então! Espero que tenham gostado.

Atualmente lendo Coração Envenenado: Minha vida com os RAMONES (Dee Dee Ramone).

Escrevi ouvindo Rancid – Dominoes Fall.

The Ramones, paixão eterna!

Quatro garotos dos subúrbios do Queens (Forest Hills, NY) e uma única paixão, o Rock ‘n’ Roll.

THE RAMONES, o que dizer deles? Hahaha

Para quem me conhece sabe que é a minha banda preferida, sabe que eu vivo lendo sobre eles, dizem que parece que só conheço Ramones por tanto que ouço e falo…

Pois é, sim… Ramones é e sempre será uma das melhores, se não a melhor banda que já existiu.

Joey, Johnny, Dee Dee e Marky (formação mais conhecida e a mais duradoura), quatro caras que transformaram a chatice musical de 1974 em algo espetacular.

A respeito de suas músicas, por mais que você não curta Ramones ou o estilo de música deles, você já ouviu por mais que não queira, vamos dizer… o grito de guerra deles, a música mais marcante e inesquecível deles, BLITZKRIEG BOP.

Quem nunca ouviu a estrondosa e única voz de Joey Ramone?
Johnny em sua Mosrite em uma estupenda velocidade abalando o cérebro de quem ouvia?
Dee Dee com seu “One-Two-Three-Four” mortal?
Marky em suas baquetadas monstruosas que se transformavam em algum tipo de energia que fazia com que todos em sua volta entrassem em um tipo de sincronia super contagiosa que basicamente se transformou no famoso “bate-cabeça”?

QUEM NUNCA OUVIU? Haha peguei vocês! Todos já ouviram!

Agora falando dos integrantes…

Joey, um ex-hippie fã de Rolling Stones, vivia no Queens em grupinhos hippies, fazendo protestos e toda aquela coisa que hippies de verdade FAZIAM, fumava maconha e cheirava muita cola, foi vocalista durante todo o período de atividade da banda e morreu de câncer de linfoma (câncer que destrói suas imunidades, assim deixando o portador totalmente fraco!). (1951-2001) Descanse em paz!

Johnny, um cara extremamente rígido na regência dos Ramones, quando jovem era conhecido por “gordão”, mostrava uma postura anti-social com personalidade controladora, era extremamente contra as drogas e bebidas (exageradamente!), foi uma das causas de Joey ter largado o vício e Marky controlado o alcoolismo, foi o guitarrista durante todo o período de atividade e morreu de câncer de próstata. (1948-2004) Descanse em paz!

Dee Dee, filho de alemães, um garoto super inocente até conhecer o Rock n’ Roll, conheceu as drogas muito cedo, era muito viciado em heroína e cola, na falta de cola cheirava caborna, já se prostituiu para poder comprar drogas (a música 53rd & 3rd lembra-te algo?), foi um tremendo freqüentador do Clube CBGB, hoje é conhecido com o pai do punk ou rei do punk, pois basicamente foi ele que deu início a isso, foi um dos principais compositores dos Ramones, foi também o cara que pegou o sobrenome “Ramone” do Paul Ramone McCartney, foi o principal baixista da banda, mas ficou apenas até 1989, com sua saída, morreu de overdose (morfina). (1952-2002) Descanse em paz!

Marky começou como baterista dos Ramones em 1978, foi um tremendo de um bêbado, já se atrasou em alguns shows e inúmeras vezes chegava bêbado, também já chegou diversas vezes bêbado em ensaios da banda, foi um dos motivos de ter sido expulso da banda em 1983, mas se recuperou e voltou em 1987, ficando até o final da banda, 1996. (Ainda vivo, 1956-atualmente)

Então é isso, foi um pequeno resumo de cada integrante, um resumo muito estranho. Claro que teve outros integrantes, mas coloquei a formação mais duradoura, como eu tinha dito logo no começo.

A banda nos trouxe durante esses diversos anos de atividade muita diversão e loucura, muitas histórias maravilhosas, talvez algumas ruins… A banda hoje é lembrada como o “verdadeiro” punk rock, coisa que não se compara a nenhuma banda punk de hoje.

Os Ramones acabaram em 1996, foi aí que o “One-Two-Three-Four” se calou para sempre, a loucura acabou, o grito da Mosrite de Johnny se calou, tudo se calou… para sempre! :( Forever

Eu tenho apenas 15 anos, não vivenciei esse período e creio que nunca irei vivenciar algo parecido. É uma pena eu não ter visto Joey cantando “I Wanna Be Sedated”, “Beat On The Breat”, “Blitzkrieg Bop” ou qualquer música deles. Eu me sinto mal por isso, mas fico feliz por saber que muitos ainda guardam o espírito “Ramoniano” em seus corações.

Vida longa ao Rock n’ Roll.

Dee Dee, Marky, Johnny e Joey, respectivamente.


Escrevi ouvindo Misfits – Astro Zombies.


Atualmente em dúvida se leio Código da Vinci (Dan Brown) ou Coração Envenenado: Minha vida com os Ramones (Dee Dee Ramone).